HOME | ANUNCIE | FALE CONOSCO | ASSINE RSS        
 
 
Últimas notícias    
Policial de São Paulo morre em acidente em Mato Grosso do Sul  
UH NEWS TV | mais videos...
Publicidade






 
     
Por: Da Redação - 03/12/2012
 

 
Foto: Márcio Rogério/Nova News
 

Durante a madrugada deste domingo (2), por volta das 4h30, um acidente envolvendo um caminhão Scania, com placas de Vacaria (RS) e um GM Corsa, com placas de São Paulo, deixou uma vítima fatal na BR-267, próximo ao Posto da Torre, em Nova Andradina.


Segundo o Corpo de Bombeiros, o caminhão saía do posto sentido a Campo Grande e estava atravessado na pista enquanto realizava a manobra. O Corsa, que seguia pelo sentido contrário, colidiu com o veículo de carga e parou embaixo da carroceria. Com o impacto, o condutor Álvaro Elvira Filho, de 49 anos, morreu na hora. O passageiro de 43 anos que o acompanhava, foi socorrido pelos militares e encaminhado para o Hospital Regional de Nova Andradina. O motorista da carreta, de 43 anos, não teve ferimentos.


O resgate do Corpo de Bombeiros foi dificultado pelas proporções do acidente. O carro de passeio precisou ter partes retiradas para que as vítimas fossem removidas. O motorista do caminhão não teve ferimentos.


O Scania transportava defensivos agrícolas de alto teor tóxico. O carregamento não foi danificado. No início da manhã havia muita neblina no local e há hipótese de que a visibilidade prejudicada possa ter contribuído para a ocorrência.


Investigação


Álvaro Elvira Filho era policial e atuava na Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) de São Paulo. O colega socorrido também trabalha no meio criminal como investigador particular.


Ambos realizavam investigação em Amambai. No veículo foram encontrados mais de cinco aparelhos celulares, armas de fogo, munição, alicate corta-frio, geralmente utilizado para violar materiais de aço, dinheiro, documentos de terceiros e placas frias.


Todo material foi recolhido pela base da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Distrito Nova Casa Verde.


O chefe dos investigadores da Departamento de Investigação sobre Narcóticos (DIG), André Rocha, informou que a diligência já caminha há mais de seis meses e que, embora soubesse dos trabalhos, a polícia sul-mato-grossense não integra a operação. Ainda conforme o investigador, o policial estava habituado a realizar o trajeto entre a capital paulista e a fronteira com Mato Grosso do Sul.


O delegado complementou que estava ciente da participação do colega que não é policial, mas colaborava com os trabalhos por conhecer a região. O teor da investigação não pode ser divulgado.

 
   
Comentários
 
Enviar comentário  
     
Nome:  
E-mail:  
Comentário:  
   
     
 
 
Mapa do site mídias sociais
Últimas notícias
Esporte
Galeria de Fotos
Cultura
Denúncia
Geral
Política
Saúde & lazer
Polícia
Caso de polícia
Economia & finanças
Artigos
Nacional
Internacional
Escândalo
Turismo
Veículo
Entrevista
Educação
Tecnologia
videos
TV UHNEWS
  
 
enquetes
Você concorda com a lei que prevê que as universidades públicas federais e os institutos técnicos federais reservem, no mínimo, 50% das vagas para estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escolas da rede pública, com distribuição proporcional das vagas entre negros, pardos e indígenas?

|

 

Desenvolvido por RDORVAL SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA